Sexta-feira, 29 de Dezembro de 2017

Bom Ano Novo

DSC_4704-1-2.tif

Nikon D3200, 18-55mm @ 22mm, f/10, 1/60s, ISO 100

Por ai ...

 

Recomeça...

se puderes

sem angústia

e sem pressa.

E os passos que deres,

nesse caminho duro

do futuro

dá-os em liberdade.

enquanto não alcances

não descanses.

de nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,

Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.

Sempre a sonhar e vendo

o logro da aventura.

És homem, não te esqueças!

Só é tua a loucura

onde, com lucidez, te reconheças.

 

Miguel Torga


publicado por Paulo Brites às 11:49
link do post | comentar | favorito (1)
|
Quarta-feira, 20 de Dezembro de 2017

O sonho

DSC_8840-1-2

Nikon D3200, 50-200mm @ 70mm, f/7.1, 1/2000s, ISO 320

Por ai ... 

 

"Coragem é arriscar o passo e levar o sonho junto ... "

Ana Nunes


publicado por Paulo Brites às 15:26
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

A loucura de uma sombra ou a sombra de um louco?

DSC_2664-1

Nikon D3200, 50-200mm @ 105mm, f/10, 1/320s, ISO 400

Por ai ... numa das praias algarvias 

 

Donald trump e os seus efeitos …

Depois de tirar esta foto infelizmente a minha máquina nunca mais foi a mesma! Sempre com problemas de auto-focus e dificuldade na medição matricial … para não falar da mensagem que exibe cada vez que a ligo: Não deseja eliminar definitivamente essa sombra?


publicado por Paulo Brites às 13:39
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

De tempo a tempo

DSC_1807-1-2

Nikon D3200, 18-55mm @ 18mm, f/7.1, 1/500s, ISO 100

Por ai ...

 

De tempo a tempo

é preciso mudar o vento

para que a vida

não vire rotina

e se converta

num sucessivo lamento…

 

Graça Aguiar


publicado por Paulo Brites às 17:12
link do post | comentar | favorito (1)
|
Segunda-feira, 4 de Dezembro de 2017

Alentejo

DSC_2089-1-5

Nikon D3200, 18-55mm @ 55mm, f/7.1, 1/400s, ISO 100

Por ai ...

 

Alentejo

   

A luz que te ilumina,

Terra da cor dos olhos de quem olha!

A paz que se adivinha

Na tua solidão

Que nenhuma mesquinha

Condição

Pode compreender e povoar!

O mistério da tua imensidão

Onde o tempo caminha

Sem chegar!...  

  

Miguel Torga


publicado por Paulo Brites às 12:08
link do post | comentar | favorito
|

.Mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Alentejo

. Original é o poeta ...

. O tempo ...

. Camões ...

. Será arte Rupestre?

. Achei um verso ...

. Conheço a tua cara mas nã...

. Teimoso subi ao cimo de m...

. Monsaraz ...

. Um olhar para Monsaraz

.arquivos

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Balanço

. Sigo a estrada que me vai...

. Não há qualquer tragédia ...

. Momento

. Como é bom estar contigo!

.subscrever feeds