Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Imagens da Minha Objectiva

As Imagens da Minha Objectiva

DSC_10417-1-2.jpgNikon D3200, 18-55mm @ 24mm, f/1.30s, ISO 100

 

https://www.youtube.com/watch?v=pmHTTT8uw9g

 

You know that it would be untrue
You know that I would be a liar
If I was to say to you
Girl, we couldn't get much higher

Come on baby, light my fire
Come on baby, light my fire
Try to set the night on fire

The time to hesitate is through
No time to wallow in the mire
Try now we can only lose
And our love become a funeral pyre

Come on baby, light my fire
Come on baby, light my fire
Try to set the night on fire, yeah

The time to hesitate is through
No time to wallow in the mire
Try now we can only lose
And our love become a funeral pyre

Come on baby, light my fire
Come on baby, light my fire
Try to set the night on fire, yeah

You know that it would be untrue
You know that I would be a liar
If I was to say to you
Girl, we couldn't get much higher

Come on baby, light my fire
Come on baby, light my fire
Try to set the night on fire
Try to set the night on fire

Try to set the night on fire
Try to set the night on fire

 

 

DSC_10412-1-2.jpgNikon D3200, 18-55mm @ 18mm, f/13, 4s, ISO 100

 

https://www.youtube.com/watch?v=QjYRRNNwZiM&feature=youtu.be&fbclid=IwAR1nwN6bhBAOUDMml7wnYA_-9F6rOtR36yb_fDlID-n7K1DhOAVvvrY_z-8

 

Watching the video that you sent me
The one where you're showering with wet hair dripping
You know that I'm obsessed with your body
But it's the way you smile that does it for me

It's so sweet, knowing that you love me
Though we don't need to say it to each other, sweet
Knowing that I love you, and running my fingers through your hair
It's so sweet

Watching the video where you're lying
In your red lingerie ten times nightly
You know I think your skin's the perfect color
But it's always your eyes that pull me under

It's so sweet, knowing that you love me
Though we don't need to say it to each other, sweet
Knowing that I love you, and running my fingers through your hair
It's so sweet

And I will gladly break it, I will gladly break my heart for you
And I will gladly break it, I will gladly break my heart for you
And I will gladly break it, I will gladly break my heart for you
And I will gladly break it, I will gladly break my heart for you

It's so sweet, knowing that you love me
Though we don't need to say it to each other, sweet
Knowing that I love you, and running my fingers through your hair
It's so sweet

 
 

DSC_10423-1-3.jpgNikon D3200, 50-200mm @ 70mm, f/11, 0.6s, ISO 100

 

https://www.youtube.com/watch?v=07bYNpUn5RA

 

Prometo não falar de amor de gostar e sentir
Portanto não vou rimar com dor ou mentir
Joga-se pelo prazer de jogar e até perder
Invadem-se espaços trocam-se beijos sem escolher
Homens temporariamente sós
Que cabeças no ar
Não interessam retratos de solidão interior
Não há qualquer tragédia
Mas um vinho a beber
Partidas regressos conquistas a fazer
Tudo anotado numa memória que quer esquecer
Homens sempre sempre sós preferem perder
Homens temporariamente sós que cabeças no ar

Homens sempre sempre sós bolas te ténis no ar
Muito abatidos saltam acabam por enganar
Homens temporariamente sós aí que cabeças no ar
Homens sempre sós nunca conseguem casar

 

 

DSC_10024-2.jpgNikon D3200, 18-55mm @ 18mm, f/7.1, 1/500s, ISO 160

 

https://www.youtube.com/watch?v=qh7sDHzNrsY

 

Um vagabundo como eu
Que vivo a vida a procurar
Alguém que siga
Ao meu caminho
E veja tudo como eu

Se caminhando eu encontrar
Alguém que pensa como eu
Será o fim dessa estrada
E finalmente irei parar

Contando os dias, esperarei
E de passo em passo
Eu procurarei e acharei
Acharei, acharei, acharei!

Um vagabundo como eu
Também merece ser feliz
Pois eu só quero dessa vida
Ter um amor, somente meu
Ter um amor, somente meu

Se caminhando eu encontrar
Alguém que pensa como eu
Será o fim dessa estrada
E finalmente irei parar

Contando os dias, esperarei
E de passo em passo
Procurarei e acharei
Acharei, acharei, acharei!

Um vagabundo como eu
Também merece ser feliz
Pois eu só quero dessa vida
Ter um amor, somente meu
Ter um amor, somente meu

 

 

DSC_10213-1-2.jpgNikon D3200, 18-55mm @ 35mm, f/6.3, 1/125s, ISO 100

 

https://www.youtube.com/watch?v=rrk0Bi7RwJU

 

Quando a lua apareceu
Ninguém sonhava mais do que eu
Já era tarde
Mas a noite é uma criança distraída

Depois que eu envelhecer
Ninguém precisa mais me dizer
Como é estranho ser humano
Nessas horas de partida

É o fim da picada
Depois da estrada começa
Uma grande avenida

No fim da avenida
Existe uma chance, uma sorte
Uma nova saída

Qual é a moral?
Qual vai ser o final
Dessa história?
Eu não tenho nada pra dizer
Por isso eu digo
Eu não tenho muito o que perder
Por isso jogo
Eu não tenho hora pra morrer
Por isso sonho

São coisas da vida
E a gente se olha, e não sabe
Se vai ou se fica

São coisas da vida
E a gente se olha, e não sabe
Se vai ou se fica

 

 

DSC_10362 - Londres-1-2.jpgNikon D3200, 18-55mm @ 18mm, f/14, 30s, ISO 100

 

https://www.youtube.com/watch?v=DiWomXklfv8

 

Have you seen the old man
In the closed-down market
Kicking up the paper
With his worn out shoes?
In his eyes you see no pride
And held loosely at his side
Yesterday's paper telling yesterday's news

So how can you tell me you're lonely
And say for you that the sun don't shine?
Let me take you by the hand and lead you through the streets of
London
I'll show you something to make you change your mind

Have you seen the old girl
Who walks the streets of london
Dirt in her hair and her clothes in rags?
She's no time for talking
She just keeps right on walking
Carrying her home in two carrier bags

So how can you tell me you're lonely
And say for you that the sun don't shine?
Let me take you by the hand and lead you through the streets of
London
I'll show you something to make you change your mind

In the all night cafe
At a quarter past eleven
Same old man is sitting there on his own
Looking at the world
Over the rim of his tea-cup
Each tea last an hour
Then he wanders home alone

So how can you tell me you're lonely
And say for you that the sun don't shine?
Let me take you by the hand and lead you through the streets of
London
I'll show you something to make you change your mind

And have you seen the old man
Outside the seaman's mission
Memory fading with
The medal ribbons that he wears
In our winter city
The rain cries a little pity
For one more forgotten hero
And a world that doesn't care

So how can you tell me you're lonely
And say for you that the sun don't shine?
Let me take you by the hand and lead you through the streets of
London
I'll show you something to make you change your mind

 

 

DSC_10110-1-2.jpgNikon D3200, 18-55mm @ 42mm, f/8, 1/200s, ISO 200

 

https://www.youtube.com/watch?v=UmTlc9kNS8s

 

A noite passada acordei com o teu beijo
descias o Douro e eu fui esperar-te ao Tejo
vinhas numa barca que não vi passar
corri pela margem até à beira do mar
até que te vi num castelo de areia
cantavas "sou gaivota e fui sereia"
ri-me de ti "então porque não voas?"
e então tu olhaste
depois sorriste
abriste a janela e voaste

A noite passada fui passear no mar
a viola irmã cuidou de me arrastar
chegado ao mar alto abriu-se em dois o mundo
olhei para baixo dormias lá no fundo
faltou-me o pé senti que me afundava
por entre as algas teu cabelo boiava
a lua cheia escureceu nas águas
e então falámos
e então dissemos
aqui vivemos muitos anos

A noite passada um paredão ruiu
pela fresta aberta o meu peito fugiu
estavas do outro lado a tricotar janelas
vias-me em segredo ao debruçar-te nelas
cheguei-me a ti disse baixinho "olá",
toquei-te no ombro e a marca ficou lá
o sol inteiro caiu entre os montes
e então olhaste
depois sorriste
disseste "ainda bem que voltaste"

 

 

DSC_10088-1-2.jpgNikon D3200, 18-55mm @ 20mm, f/7.1, 1/200s, ISO 200

 

https://www.youtube.com/watch?v=0ZbyAPE32aI

 

Vem dar uma voltinha na minha lambreta
E deixa de pensar no tal Vilela
Que tem carro e barco à vela
O pai tem a mãe também
Que é tão tão
Sempre a preceito
Cá para mim no meu conceito
Se é tão tão e tem tem tem
Tem de ter algum defeito

Vem dar uma voltinha na minha lambreta
Vê só como é bonita
É vaidosa , a rodinha mais vistosa
Deixa um rasto de cometa
É baixinha mas depois
Parece feita para dois
Sem falar nos eteceteras
Que fazem de nós heróis

Eu sei que tenho estilo gingão
Volta e meia vai ao chão
Quando faz de cavalinho
Mas depois passa-lhe a dor,
Endireita o guiador
E regressa de beicinho
Para o pé do seu amor

Vem dar uma voltinha na minha lambreta
Eu juro que eu guio devagarinho
Tu só tens de estar juntinho
Por razões de segurança
E se a estrada nos levar
Noite fora até mar
Páro na beira da esperança
Com a luzinha a alumiar

E deixar de pensar no tal Vilela
Em que tem carro e barco à vela
O pai tem a mãe também
Que é tão tão
Sempre a preceito
Cá para mim no meu conceito
Se é tão tão e tem tem tem,
Tem que ter algum defeito
Se é tão tão e tem tem tem,
Tem que ter algum defeito
Se é tão tão e tem tem tem,
Tem que ter algum defeito ...

 

 

DSC_10248-1-3.jpgNikon D3200, 50-200mm @ 200mm, f/6.3, 1/400s, ISO 800

 

https://www.youtube.com/watch?v=ASHG26YDsOs

 

Se eu pudesse dizer
O que o teu olhar diz
Quando me olhas assim
Se eu pudesse colher
A papoila que tu
Deixas dentro de mim
 
Se eu pudesse morar
Onde o teu coração
Tem a chave do lar
O mundo era perfeito
Tudo tinha o seu jeito
Dentro desse lugar
 
Se a nuvem fosse embora
E o sol radiasse
Dentro da minha voz
Talvez eu conseguisse
Que a minha voz voltasse
E falasse de nós
 
Se eu pudesse dizer
Dizer como um segredo
E deixasse no ar
Para mim o teu nome
Eu já era feliz
E deixava-me levar
Libertado do medo das palavras com fome
 

Mas por cada mulher
Que é só feita de amar
E nasceu numa flor
Num jardim que tu lavras

Há um homem qualquer
Que aprendeu a falar
E morrendo de amor
Acabou sem palavras

 

 

DSC_10060-1.jpgNikon D3200, 50-200mm @ 61mm, f/9, 1/320s, ISO 100

 

https://www.youtube.com/watch?v=8h-UjoZtOTQ

 

A tarde a cair
Os barcos a passar
E as velas desses barcos
Iluminam as noites deste mar
Há barcos que navegam
E se encantam noutro mar
Há barcos que balançam com saudade, saudade de voltar

Eu ouço o canto do mar
De lá que vem, do barco de alguém
Do mar de quem procura também como eu
Uma ilha e seu mar

Eu canto pros meus barcos com o mar no coração
Os barcos a sumir os acomodo na minha mão
Se um dia um desses barcos ancorar na minha aldeira
O convido a navegar
Pelos mares, os mares das minhas veias

 

 

DSC_3411-1-2.jpgNikon D3200, 18-55mm @ 18mm, f/5, 1/100s, ISO 400

 

https://www.youtube.com/watch?v=5aZ6DcHi0co

 

A vida é tão diferente
Daquilo que sonhamos
Talvez o nosso mal seja acordar

Lancei o meu futuro
Para lá do firmamento
E agora não consigo lá chegar

Estou a sentir
A minha voz perdida no deserto
(Oh,oh)
Mas sou quem diz
Que a vida deixa sempre a porta aberta
P'ra que eu possa lá entrar
E quem sabe regressar
Á mais pura inocência

(Oh, oh, oh, oh)

A vida é tão diferente
Dos sonhos que lembramos
Eu sei que o nosso mal é recordar

Perdi o teu futuro
P'ra lá do nosso tempo
E agora não consigo lá voltar

Estou a sentir
A minha voz perdida no deserto
(Oh,oh)
Mas sou quem diz
Que a vida deixa sempre a porta aberta
P'ra que eu possa lá entrar
E quem sabe te encontrar
A mais pura inocência

(Oh,oh,oh,oh)
(Oh,oh,oh,oh)

 

 

44468780412_3949484f55_o.jpgHUAWEI VNS-L31@ 29mm, f/2.1, 1/200s, ISO 800

 

https://www.youtube.com/watch?v=yERildSsWxM

 

It's not time to make a change
Just relax, take it easy
You're still young, that's your fault
There's so much you have to know
Find a girl, settle down
If you want, you can marry
Look at me
I am old, but I'm happy

I was once like you are now
And I know that it's not easy
To be calm when you've found
Something going on
But take your time, think a lot
Why, think of everything you've got
For you will still be here tomorrow
But your dreams may not

How can I try to explain?
'Cause when I do, he turns away again
And it's always been the same
Same old story
From the moment I could talk
I was ordered to listen
Now there's a way and I know
That I have to go away
I know I have to go

It's not time to make a change
Just sit down, take it slowly
You're still young, that's your fault
There's so much you have to go through
Find a girl, settle down
If you want, you can marry
Look at me
I am old, but I'm happy

All the times that I've cried
Keeping all the things I knew inside
And it's hard, but it's harder to ignore it
If they were right, I'd agree
But it's them they know, not me
Now there's a way and I know
That I have to go away
I know I have to go

 

 

DSC_10944-1-3.jpgNikon D3200, 50-200mm @ 200mm, f/10, 1/160s, ISO 200

 

Se às vezes digo que as flores sorriem
E se eu disser que os rios cantam,
Não é porque eu julgue que há sorrisos nas flores
E cantos no correr dos rios...
É porque assim faço mais sentir aos homens falsos
A existência verdadeiramente real das flores e dos rios.
Porque escrevo para eles me lerem sacrifico-me às vezes
À sua estupidez de sentidos...
Não concordo comigo mas absolvo-me,
Porque só sou essa cousa séria, um intérprete da Natureza,
Porque há homens que não percebem a sua linguagem,
Por ela não ser linguagem nenhuma.


Alberto Caeiro

 

 

DSC_3590-1-2.jpgNikon D3200, 50-200mm @ 50mm, f/7.1, 1/2000s, ISO 160

 

https://www.youtube.com/watch?v=p5_81GMggjA

 

Quando me sinto só,
Só como tu me deixaste,
Mais só que um vagabundo
Num banco, de jardim.
É quando tenho dó
De mim, e por contraste
Eu tenho ódio ao mundo
Que nos separa assim.

É quando tenho dó
De mim, e por contraste
Eu tenho ódio ao mundo
Que nos separa assim.

Quando me sinto só,
Sabe-me a boca a fado
Lamento de quem chora
A sua triste, mágoa,
Rastejando no pó
Meu coração cansado,
Lembra uma velha nora
Morrendo à sede de água.

Rastejando no pó
Meu coração cansado,
Lembra uma velha nora
Morrendo à sede de água.

P'ra que não façam pouco
Procuro não gritar
A quem pergunta, minto,
Não quero que tenham dó,
Num egoísmo louco,
Eu chego a desejar
Que sintas o que sinto
Quando me sinto só.

Num egoísmo louco,
Eu chego a desejar
Que sintas o que sinto
Quando me sinto só.