Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Imagens da Minha Objectiva

As Imagens da Minha Objectiva

Nikon D3200, 18-55mm @ 24mm, f/6.3, 1/80s, ISO 100   https://www.youtube.com/watch?v=w_apimypjOs   Cuando se despertó, no recordaba nada de la noche anterior, «demasiadas cervezas», dijo, al ver mi cabeza, al lado de la suya, en la almohada… y la besé otra vez, pero ya no era ayer, sino mañana. Y un insolente sol, como un ladrón, entró por la ventana. El día que llegó tenía ojeras malvas y barro en el tacón, desnudos, pero extraños,
Nikon D3200, 50-200mm @ 50mm, f/7.1, 1/1250s, ISO 220   https://www.youtube.com/watch?v=g1r-k999M6c   A caixa negra tem, lá coisas que não revela a ninguém. Não lembra ao diabo também! A caixa negra tem, altura que não convém, a ninguém! Afetam e assustam também! E há quem lhe chame preta sem poemas na gaveta mais uns sons tipo trombeta. Há sempre uma bicicleta, com motor é uma lambreta uma bala na caneta! (...)
Nikon D3200, 18-55mm @ 35mm, f/5.1, 1/160s, ISO 100   https://www.youtube.com/watch?v=LixIT5ta3zA   Então tá combinado, é quase nada é tudo somente sexo e amizade. Não tem nenhum engano nem mistério. É tudo só brincadeira e verdade. Podemos ver o mundo juntos, sermos dois e sermos muitos, nos sabermos sós sem estarmos sós. Abrirmos a cabeça para que afinal floresça o mais que humano em nós. Então tá (...)
Nikon D3200, 18-55mm @ 18mm, f/5.1, 2s, ISO 100   https://www.youtube.com/watch?v=CpxvHfLe6zU    Que el maquillaje no apague tu risa, que el equipaje no lastre tus alas, que el calendario no venga con prisas, que el diccionario detenga las balas, Que las persianas corrijan la aurora, que gane el quiero la guerra del puedo, que los que esperan no cuenten las horas, que los que matan se mueran de miedo. Que el fin (...)
Nikon D3200, 18-55mm @ 18mm, f/7.1, 1/160s, ISO 100   https://www.youtube.com/watch?v=FD2NuMknbgk   Chegaste com três vinténs E o ar de quem não tem Muito mais a perder O vinho não era bom A banda não tinha tom Mas tu fizeste a noite apetecer Mandaste a minha solidão embora Iluminaste o pavilhão da aurora Com o teu passo inseguro E o paraíso no teu olhar Eu fiquei louco por ti Logo rejuvenesci Não podia falhar Dis (...)
Nikon D3200, 50-200mm @ 200mm, f/11, 1/4s, ISO 200   https://www.youtube.com/watch?v=MuhzV1Up4ys   Preferias que cantasse noutro tom Que te pintasse o mundo de outra cor Que te pusesse aos pés um mundo bom E que te jurasse amor, o eterno amor Querias que roubasse ao Sete-Estrelo A luz que te iluminasse o olhar Embalar-te nas ondas com desvelo Levar-te até à lua para dançar Que a lua está longe e mesmo assim D (...)
Nikon D3200, 18-55mm @ 26mm, f/4, 1/160s, ISO 400   https://www.youtube.com/watch?v=2oX2FSv4Rys   Someone told me long ago There's a calm before the storm I know It's been coming for some time When it's over, so they say It'll rain a sunny day I know Shinin' down like water I wanna know Have you ever seen the rain? I wanna know Have you ever seen the rain Comin' down on a sunny day? Yesterday and days before Sun (...)
Nikon D3200, 18-55mm @ 18mm, f/10, 1/10s, ISO 100   Passa uma borboleta por diante de mim E pela primeira vez no Universo eu reparo Que as borboletas não têm cor nem movimento, Assim como as flores não têm perfume nem cor. A cor é que tem cor nas asas da borboleta, No movimento da borboleta o movimento é que se move. O perfume é que tem perfume no perfume da flor. A borboleta é apenas borboleta E a flor é apenas flor. Alberto Caeiro   
Nikon D3200, 18-55mm @ 18mm, f/7.1, 1/200s, ISO 200   https://www.youtube.com/watch?v=831mskG0hy8    Yo no tenía ganas de reir, Tú reías para no llorar; Yo le guiñaba un ojo a mi nariz, Tú consolabas a tu soledad. Yo sin ninguna escoba que vender, Tú con mil y una noches que olvidar; A mí no me quería una mujer, A ti se te moría una ciudad. Tú habías perdido el último autobús, A mí me habían hechado (...)
Nikon D3200, 18-55mm @ 40mm, f/8, 1/500s, ISO 100   https://www.youtube.com/watch?v=eYegmKbyD6Y   Si alguna vez he dado más de lo que tengo Me han dado algunas veces más de lo que doy Se me ha olvidado ya el lugar de donde vengo Y puede que no exista el sitio adonde voy A las buenas costumbres nunca me he acostumbrado Del calor de la lumbre del hogar me aburrí También en el infierno llueve sobre mojado Lo sé (...)