Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Imagens da Minha Objectiva

As Imagens da Minha Objectiva

07 de Dezembro, 2020

Um poema e uma fotografia - parte XLVIII - Alberto Caeiro

Paulo Brites

DSC_3473-1-2.jpg

 

Não basta abrir a janela
para ver os campos e o rio.
Não é bastante não ser cego
para ver as árvores e as flores.
É preciso também não ter filosofia nenhuma.
Com filosofia não há árvores: há ideias apenas.
Há só cada um de nós, como uma cave.
Há só uma janela fechada, e todo o mundo lá fora;
E um sonho do que se poderia ver se a janela se abrisse,
Que nunca é o que se vê quando se abre a janela.

Alberto Caeiro

 

 

2 comentários

Comentar post